NATAL-Gramoré (RN) | Programa Proteja Mais: Dois anos de compromisso com o combate ao abuso e exploração sexual

CONGREGAÇÃO | RMG – Estreias dos Reitores-Mores Salesianos: Dom Bosco

CONGREGAÇÃO | RMG – Estreias dos Reitores-Mores Salesianos: Dom Bosco

13 de dezembro de 2023
(ANS – Roma) – O criador da tradição da Estreia na Família Salesiana (FS) foi, evidentemente, Dom Bosco. Já em seu tempo, a Estreia trazia uma mensagem de valor pedagógico e educativo; e Dom Bosco costumava retomar o tema em diversas ocasiões durante o ano, nos encontros com seus jovens, tal como hoje a Estreia acompanha todo o curso das atividades pastorais da Congregação. Entretanto, havia também diferenças. Por exemplo: Dom Bosco, especialmente nos primeiros anos, não transmitia apenas uma mensagem de estreia, mas costumava diversificar as mensagens para seus interlocutores. Algumas eram mais pessoais; outras, relacionadas a grupos individuais (salesianos, clérigos, estudantes, artesãos, oratorianos...). E, diferentemente de hoje, havia também estreias "contínuas", apresentadas por Dom Bosco ao longo de várias ‘boas-noites’. Entre as peculiaridades das Estreias de Dom Bosco, documentadas - de acordo com o livro do P. Santo Russo "As Estreias de Dom Bosco e dos seus Sucessores" - , podemos citar aquelas originadas de... sonhos (1863-64-68-77): - a de 1862, que não foi ditada por ele, mas pessoalmente por Nossa Senhora e que ele, por meio de uma nota, entrega a todos; - além de outras, que contêm presságios para o futuro, como previsões de morte de jovens ou de outras pessoas (1859-60-62-68-77), que, no entanto, ele apresentava, não como momentos terríveis, mas como uma etapa necessária para o alegre encontro com o Pai. Os temas recorrentes das Estreias de Dom Bosco referem-se à sua figura paterna com os jovens; à fugacidade do tempo terreno destinada a ressaltar o objetivo último da vida eterna; bem como referências aos instrumentos úteis para a vida de Fé (confissão, comunhão, devoção mariana, oração). Embora nas biografias se diga que Dom Bosco oferecia a Estreia já em 1849, a primeira - documentada - foi a de 1858, ainda que daquele ano só tenham permanecido algumas,  pessoais, dirigidas a clérigos e a sacerdotes. Nos anos seguintes, nem sempre foi possível identificar as mensagens de Natal (algumas deixam dúvidas). Entretanto, por 23 anos há a certeza de que foram ditadas ou escritas pessoalmente por ele. Seguem abaixo as mensagens das Estreias oferecidas por Dom Bosco que possuem referência, exceto algumas, sinalizadas de outra forma; e outras, genéricas, válidas para todos: 1859: “Boas confissões, abrir sinceramente o coração ao confessor...” (Previsão da morte do jovem Miguel Magone). 1860: “De minha parte, como Estreia eu vos dou tudo o que tenho; pode ser pouco, mas, quando vos dou tudo, significa que não reservo nada para mim". 1861: “Confissão frequente e sincera; frequente e devota Comunhão”. 1862: “Façam um grande esforço para ouvir com atenção a Santa Missa; e cada um, por sua vez, trabalhe para promover a devota assistência à mesma” (E estreias de Nossa Senhora para cada jovem do Oratório, com uma anotação especial para cada um). 1863: Sonho do elefante e da Virgem Maria. «‘Venite ad me omnes’. Recorrei a Ela. Invocai Maria em todos os perigos, e vos garanto que sereis ouvidos”. 1864: “No início deste novo ano, o que devo pedir a vocês? O que prometer e o que aconselhar? Três coisas. Quanto a pedir, só posso pedir o que faz parte do programa desta casa e está escrito em meu quarto: ‘Da mihi animas, caetera tolle’: peço apenas suas almas, desejo apenas seu bem espiritual. Prometer? Prometo e dou tudo o que tenho: por vocês estudo, por vocês trabalho, por vocês vivo e por vocês estou disposto até a dar minha vida. Aconselhar? Procurem, com atenção, me compreender (fala de um grande globo terrestre suspenso por dois postes, em duas colunas)... O globo representa o mundo, as duas colunas são: Maria Santíssima e o Santíssimo Sacramento. São elas que realmente sustentam o mundo...". 1865: A todos os salesianos. "Salvar muitas almas e, entre elas, a própria alma". Aos alunos: "Et erit fides in temporibus suis: divitiae salutis, sapientia et scientia: timor Domini ipse est thesaurus ejus" (E a fé reinará em seu tempo: a sabedoria e a ciência são suas riquezas salutares e o temor do Senhor é o seu próprio tesouro). 1866 (de autoria incerta): Sonho: Dilúvio - Moinho - Jangada... Promessa de Maria: "Se vocês me forem filhos devotados, eu lhes serei uma Mãe compassiva". 1867: Aos alunos: "Usem a medalha da Santíssima Virgem Maria ao pescoço o tempo todo e invoquem, várias vezes ao dia, esta Mãe de Misericórdia, com algumas breves e fervorosas preces". 1868: “A Confissão e a Comunhão, frequentes e devotas, são grandes meios para salvar as nossas almas”. 1869: Aos alunos do Oratório (oralmente): “O que dizer a Dom Bosco? Que enquanto cuida do bem da alma dos outros, não se esqueça da sua". (Seguem-se outras Estreias para os diversos membros do oratório e, por meio de cartas, para as Casas de Mirabello e de Lanzo). 1872: “Bom exemplo e obediência”. 1873: “Para todos, um exemplo para ser imitado, um guia para ser seguido, um protetor: São Luís; a todos, um amigo para honrar: Jesus Sacramentado; uma mãe para invocar, Maria Auxiliadora”. 1875: Em carta ao P. Bonetti pode-se reconhecer a Estreia. “Aos jovens: a comunhão frequente. A todos: rigor nos deveres". 1876: “Uma coisa a ser feita e dois amigos. Os dois amigos: o bom exemplo e Jesus Sacramentado. Uma coisa ser feita: valorizar essas pequenas companhias". 1877: “Regular-se sempre, de tal forma que, quando a morte chegar, estejamos sempre preparados” (Previsão de morte). 1878: De uma carta para o P. Rua, enviada de Roma, em 27 de dezembro de 1877: "Estamos no fim do ano e me encontro dolorosamente longe de nossos queridos filhos. Saúde-os por mim e faça, para o novo ano, as seguintes recomendações: 1º Combater o hábito de fumar e de murmurar. 2° Exatidão nos deveres do próprio estado, começando pelo P. Rua e terminando pelo Giulio (leigo não-salesiano da comunidade). 3° Comungar e rezar muito pelas Casas recém-abertas ou que estão por se abrir nas missões, onde Deus nos preparou copiosas messes. 1879: Instrui o P. Rua a apresentar a todos, em seu nome, a Estreia para o novo ano: "União". 1880: A todos, sem distinção: “Promover o bom exemplo com palavras e ações; combater os hábitos indiferentes em coisas desnecessárias”. 1883: Estreia em forma de circular, dirigida aos Diretores individuais e uma em particular ao P. Lemoyne. (…) «A todos os jovens. 'Confissão frequente e comunhão devota'». 1884: Aos alunos: “Não roubar objetos alheios, nem o tempo, nem a inocência, nem a alma verbis et operibus. Aos salesianos: “A primeira caridade é aquela que se usa para a própria alma”. 1886: “Oração… Comunhão, obediência”. 1888: A Dom Cagliero, em dezembro de 1887, entre outras recomendações, disse: "Estreia: devoção a Maria e comunhão frequente". Em seguida, concordou que a citação serviria como Estreia. Fonte: ANS
VER MAIS

FORMAÇÃO | A mensagem do Pe. Inspetor Francisco Inácio na Ordenação Presbiteral do Diác. Deyvison José de Santana

FORMAÇÃO | A mensagem do Pe. Inspetor Francisco Inácio na Ordenação Presbiteral do Diác. Deyvison José de Santana

12 de dezembro de 2023
Emoção, acolhida e alegria tomaram conta de um momento mais que especial na Ordenação Sacerdotal do Diác. Deyvison José de Santana, a mensagem de agradecimento do Pe. Francisco Inácio, Inspetor Salesiano. Confira: Ex.ªRev.ma. Dom Paulo Jackson, digníssimo Arcebispo de Olinda e Recife, caríssimo Irmão, Pe. Douglas Severo, nosso Pároco, caríssimos irmãos Salesianos de Dom Bosco e membros da Família Salesiana, amados familiares do Pe. Deyvison, caríssimo Irmão Neosacertote, Comunidade Paroquial, Dom Paulo. Em nome de meus irmãos da Inspetoria Salesiana São Luiz Gonzaga, agradeço pela presença e pelo ministério exercido de modo particular na ordenação deste nosso irmão. Que Nossa Senhora o recompense pelo serviço zeloso e apostólico. Todos os dias, na Consagração a Nossa Senhora Auxiliadora, no ato de entrega, rezamos que ela nos ensine cada vez mais a crescer na fidelidade ao Papa e aos pastores da Igreja. Nosso serviço nesta importante Arquidiocese é de colaboração estreita e filial disponibilidade ao seu ministério. Na certeza que podemos contribuir para o bem desta Igreja local com nosso carisma, manifestando o reino de Deus nas ações e no testemunho que fazemos. Muito obrigado. Caro irmão, Pe. Deyvison, todos nós que testemunhamos este momento de fé e doação, queremos assegurar nossa fraternidade e oração. A Missão Salesiana em Abreu e Lima (PE), na Paróquia Dom Bosco o espera, assim como os irmãos e irmãs de João Pessoa o agradecem. A missão espera e pedirá de você não somente o serviço próprio do ministério agora recebido, mas, sobretudo, o testemunho da Eucaristia que, a partir de hoje, você presidirá; ou seja, a dedicação total da sua vida para que Ele seja tudo em todos. Permita-me recordar as palavras da venerável Mamãe Margarida, a mãe de Dom Bosco no dia de sua Ordenação (conhecemos bem): "João, meu filho, és padre. Rezas a Missa. E, assim, a partir de agora estás mais próximo de Jesus Cristo. Lembra-te, porém, que começar a dizer "Missa" é começar a sofrer. Não perceberás logo isso, mas, pouco a pouco, verás que tua mãe te disse a verdade. Estou certa de que todos os dias rezarás por mim, esteja eu viva ou no céu. Isso me basta. De ora em diante, pensa somente na salvação das almas e não tenhas nenhuma preocupação comigo"; disse a mãe de Dom Bosco. Pe. Deyvison, aqui, sofrimento é doação, sacrifício, renúncias, mas, sobretudo, amor e paixão por senhor Jesus Cristo que o quis para si em seu Sacerdócio. Aos seus queridos familiares, minha gratidão; porque a Missão de Família com sacrifício que assumiram na edução do nosso irmão não termina aqui; mas, agora, com o reforço da nossa família religiosa, se torna mais forte. Se torna, conosco, unidade e comunhão. Parabéns pelo filho ordenado, parabéns pelo testemunho de fé e trabalho. Contem, também, conosco, que hoje, ainda mais, nos tornamos a única família em Cristo Jesus, Em Dom Bosco. Que Nossa Senhora, Mãe e Mestra, os abençoe, abençoe a todos os familiares deste nosso irmão. Por último, caros irmãos salesianos, dizer ao nosso irmão que é hora de rezarmos mais por ele, por nosso irmão e acolher seu SIM com fraterna comunhão de espírito em ação. Peçamos a Nossa Senhora do Ó, a Virgem que aguarda, alegremente o Senhor, que não percamos o enlevo, a admiração, o êxtase. Quando o encontro com Deus se chama êxtase, recorda o papa Francisco na Christus Vivit, é porque nos tira de fora de nós mesmos e nos eleva, ativados, pelo seu amor pela sua beleza. Em tudo, Deus seja louvado." Pe. Inspetor Francisco Inácio Ipojuca (PE), 09 de dezembro de 2023 [gallery columns="1" size="large" ids="267978"]
VER MAIS

FORMAÇÃO | O Discurso de agradecimento do Neosacerdote Deyvison José

FORMAÇÃO | O Discurso de agradecimento do Neosacerdote Deyvison José

12 de dezembro de 2023
Durante sua Ordenação presbiteral, que aconteceu neste último sábado, 09 de dezembro, na Paróquia Nossa Senhora do Ó (Ipojuca, PE), o Pe. Deyvison José proferiu uma mensagem de muita alegria e gratidão. Confira: "Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo. Para sempre seja louvado. Queridos irmãos e irmãs, o que falar mais depois de tudo que vivenciamos e presenciamos nesta celebração? Palavras me faltam para expressar a enorme alegria que invade o meu coração neste momento. Realmente, é um momento de rendermos graças pelo dom da vocação derramada em sua Igreja. Dia de grande Júbilo e grande alegria em minha vida, na vida desta comunidade paroquial que me viu crescer, dar os primeiros passos na fé, como, também, a todos que me acompanharam até aqui. Em minha vida, a imagem do caminho sempre foi muito forte. Caminho como estrada que inspira e desafia. Pois, para iniciar uma jornada, é necessário dar os primeiros passos, nem que sejam, no primeiro momento, tímidos e temerosos. É necessário caminhar. A experiência no caminho de Emaús me recorda que, para sentir o coração arder de amor, é necessário escutar o mestre que ensina, que fala diariamente na realidade da vida concreta das pessoas mais simples. Sentir o coração arder é, para mim, redescobrir a motivação primeira que me empurra para frente e me inspira na ousadia de teimar e insistir na decisão de amar sempre e partilhar a vida com os irmãos e irmãs. Sempre escutei, em minha caminhada inicial, que o padre não cai do céu pronto e nem é um ser perfeito e infalível, mas, que busca em um processo pessoal e comunitário, configurar-se a pessoa de Cristo tendo como imagem referencial Jesus Cristo Bom-Pastor. Nesta estrada, nunca caminhei sozinho, pois na alegria da vivência da comunidade me sinto feliz e motivado a continuar o segmento de jesus, agora como padre para servir ao povo de Deus, especialmente aos jovens. Como salesiano, aprendi que a virtude que orna o coração de um jovem é a virtude de gratidão. Por isso, quero, aqui, expressar minha sincera gratidão. Em primeiro lugar a Deus por ter me dado a vida e me concedido a graça da vocação, permanecendo comigo em todos os momentos em minha caminhada como também a todos os meus familiares. De forma especial, aos meus irmãos Deise Letícia e Rogerio Júnior. Obrigado por tudo, por todo o apoio, por estar comigo em todos os momentos difíceis. Aqui, faço uma especial recordação daqueles que foram meus alicerces e me ensinaram como ensinava Dom Bosco - a ser um bom-cristão e honesto cidadão, os meus pais e meus avós; em feliz memória; minha mãe Josefa Iracilda de Melo Santana e Rogério José de Santana, aos meus avós Iraci Batista e Severino Melo. Minha gratidão a Inspetoria Salesiana do Nordeste, na pessoa do padre Francisco Inácio e a todos os meus irmãos salesianos e a todos aqueles que me ajudaram na formação inicial. Ao nosso Arcebispo Metropolitano Dom Paulo Jackson, que aceitou com prontidão o convite para celebrar conosco esta celebração. Meu muito e sincero obrigado, Dom Jackson. A todas as comunidades que me ajudaram a me formar nestes últimos anos. De forma especial, as paróquias que me assistiram durante o meu Ministério Diaconal; a Paróquia Santa Luzia Jardim Nordeste (São Paulo) e a Paróquia Nossa Senhora das Dores (João Pessoa, Paraíba) - nas quais, exerci o Ministério Diaconal. Meu muito obrigado. Minha eterna gratidão a toda a Paróquia Nossa Senhora do Ó (Ipojuca, PE), a todos que me viram crescer, a todos que me ajudaram, me deram forças, que estavam comigo em todos os momentos rezando por mim. Muito obrigado. Graças às orações de vocês, hoje estou aqui. E, de forma especial, na pessoa do Pe. Douglas Severo, que não mediu esforços na preparação desta linda festa. Muito obrigado, Pe. Douglas pela sua amizade e pela sua proximidade de sempre. Gostaria de agradecer, também, a todas as autoridades civis do município e todos que apoiaram e ajudaram também na construção dessa festa como todas as equipes envolvidas. Ministério de Música, muito obrigado pelo desafio, muito obrigado mesmo! Deus abençoe. Aos mestres de cerimônia, cada um de vocês, muito obrigado pela paciência, pela dedicação. Aos acólitos, a todos os meus irmãos salesianos e, também, os noviços  - que estão aqui presentes aqui e que se preparam para sua primeira Profissão Religiosa. A equipe de decoração Decorarte, meus irmãos e amigos, muito obrigado. Aos Leitores, Acolhida, Recepção e todos que, de alguma forma, colaboraram para a realização deste dia memorável. A Banda Santa Cecilia, guardas e a todos os que ajudam neste momento. Enfim, a todos vocês amigos e amigas que estão aqui. E, vindo de longe ou de perto, como também aqueles que nos acompanham pela transmissão. Se tem uma coisa que eu não posso esquecer é Daquela que, cedo, eu aprendi a amar e sentir-me muito amado por Ela. Como filho desta terra, aprendi a invocá-la como a Virgem do Ó, a Senhora do Advento. Como filho de Dom Bosco, a chamá-la de Auxiliadora dos Cristãos. Seja como for, eu a tenho como minha mãezinha. Recordando, Ó Mãe, as tantas flores colhidas nos diversos jardins da vida, colho agora novamente para te oferecer como sinal de entrega do meu ministério presbiteral, para que possa com o coração ardoroso servir o Povo de Deus, especialmente os jovens." Pe. Deyvison José de Santana Ipojuca, 09 de Dezembro de 2023 A Ordenação foi transmitida no Canal do YouTube da Inspetoria Salesiana São Luiz Gonzaga. Confira: [embed]https://www.youtube.com/watch?v=Nkq4-Fxw7mk[/embed]
VER MAIS

CONGREGAÇÃO | RMG – Encarnado para a nossa Salvação

CONGREGAÇÃO | RMG – Encarnado para a nossa Salvação

11 de dezembro de 2023
(ANS – Roma) – Neste tempo de Advento, a reflexão missionária para o “dia 11 do mês”, do Conselheiro Geral para as Missões, P. Alfred Maravilla, trata de um assunto complexo, mas fundamental: a “salvação”. O Credo que recitamos todos os domingos ressoa de maneira especial no Natal: "Por nós e para nossa salvação... e se encarnou no seio da Virgem Maria". Desde a criação, Deus tem se engajado num diálogo de salvação com a humanidade, porque Ele deseja que todos se salvem. No entanto, somos herdeiros do pecado original e de todas as suas consequências; e, por causa dos nossos pecados, nos distanciamos de Deus. A salvação não é o aperfeiçoamento de si, nem a autorrealização, nem o bem-estar físico ou econômico, nem a coexistência pacífica entre os povos. A salvação é a união plena com a Santíssima Trindade, que tem um nome e um rosto: Jesus Cristo, nosso Salvador. Como "único mediador entre Deus e os homens" (1Tm 2,5-6), Jesus não só nos mostra o caminho para encontrar Deus: Ele é o Caminho que restaura totalmente a nossa amizade com Deus. Mas não só. A salvação é a relação viva com Deus que nasce na Fé, se expressa concretamente no Batismo, se fundamenta na Graça, é sustentada pela Esperança, se desenvolve ao longo da vida com atos de caridade e dá frutos na glória. É ser a nova criação de Deus. Jesus Cristo curou a desintegração resultante do pecado e nos levou ao processo de renovação completa da semelhança de Deus em nós. Graças a Jesus, os nossos relacionamentos com Deus, com os outros e com a criação são curados e renovados. Temos certeza de que Deus deseja a nossa salvação, ajudando-nos fielmente com a sua graça. De fato, todos os nossos atos de amor para com Deus e para com o próximo se inspiram e sustentam inteiramente pela graça de Deus. A nossa salvação é sempre uma iniciativa de Deus. Não a conquistamos nem a merecemos. Deus age por primeiro e estimula o nosso coração a responder-Lhe; mas temos a liberdade de aceitar ou rejeitar seu convite. O dom da salvação, assim como a amizade humana, envolve uma série de escolhas amorosas e de longo prazo para desenvolver uma relação empenhada.  Embora agora acreditemos em Jesus, ainda temos livre-arbítrio e, portanto, podemos nos afastar de Deus. Todos os dias de nossas vidas, fazemos escolhas que nos aproximam ou nos afastam de Deus. Trata-se de um processo que dura a vida inteira e requer a nossa cooperação para poder voltar a viver e amar como Jesus viveu e amou. Esse processo contínuo só se completa no céu, onde se desfruta a vida eterna em perfeita comunhão com Deus. A sociedade atual tem dificuldade de aceitar a nossa Fé cristã, que proclama ser Jesus Cristo o único mediador e caminho de salvação (At 4,12) de toda Pessoa Humana e de toda a Humanidade. Na verdade, Jesus está presente para nós em seu Corpo, que é a Igreja, na qual entramos pela porta do Batismo (LG, 14). Por isso, a Igreja é o meio necessário pelo qual recebemos a salvação trazida por Jesus Cristo. A nossa compreensão imperfeita do dom da salvação de Deus leva-nos muitas vezes a perguntar: e aqueles que nunca ouviram falar de Jesus Cristo, do Evangelho ou da Igreja?  Tudo o que é bom e verdadeiro nas culturas, nos povos, na ciência, na tecnologia e nos movimentos é "semente do Verbo" (AG, 11), reflexo de "um raio daquela Verdade que a todos ilumina" (NA, 2). Por isso, Deus, em seu amor e misericórdia, torna a sua graça disponível àqueles que, sem culpa própria, nunca tiveram a oportunidade de conhecer Jesus Cristo ou a sua Igreja, mas buscam sinceramente a Deus e se esforçam em sua vida cotidiana para fazer a vontade de Deus como a conhecem por meio dos ditames da consciência (LG, 16). O Espírito Santo oferece-lhes a possibilidade de entrar em contato com o mistério pascal de Cristo "da maneira que Deus conhece" (GS, 22; AG, 17) e de serem salvos pelo Salvador que não conhecem, mas que os ama da mesma forma. Pelo contrário, essa possibilidade, bem como o nosso respeito e estima por eles, não pode ser um obstáculo ao seu direito de conhecer a Pessoa de Jesus Cristo, nem pode isentar-nos da missão de compartilhar com eles a mensagem evangélica de amor e justiça. Nós, que aceitamos o dom da salvação, vivemos cheios de gratidão, que se exprime na nossa paixão por Jesus e pelo seu povo. Fazemos nosso o olhar de Jesus, ardente de amor, que abraça todo o seu povo e nos envia a vivermos próximos da vida das Pessoas. Os nossos corações e as nossas vidas enchem-se da alegria do Evangelho para proclamar a Boa-Nova de nosso Senhor Jesus Cristo (EG, 1, 264, 268). Para refletir e partilhar 1. Eu me esforço por crescer diariamente na amizade de Deus? 2. Como vivo a missão de partilhar a mensagem do Evangelho?
VER MAIS

FORMAÇÃO | Inspetoria em Festa: Ordenação Presbiteral do Diác. Deyvison de Santana

FORMAÇÃO | Inspetoria em Festa: Ordenação Presbiteral do Diác. Deyvison de Santana

11 de dezembro de 2023
No último sábado, 09 de dezembro de 2023, a Paróquia de Nossa Senhora do Ó, localizada em Ipojuca-PE, testemunhou um momento especial e emocionante: a ordenação presbiteral do Salesiano de Dom Bosco, Diác. Deyvison de Santana. A solene celebração foi presidida por Sua Excelência Reverendíssima, Dom Paulo Jackson, Arcebispo de Olinda e Recife, que conduziu a cerimônia em clima de família. Presentes o Pe. Francisco Inácio, Inspetor Salesiano, um numero grupo de irmãos da Inspetoria Salesiana São Luiz Gonzaga, assim como familiares e amigos. A ordenação presbiteral é um passo significativo na jornada formativa do religioso Diác. Deyvison, agora padre, renovando o comprometimento com o serviço à comunidade e à fé cristã. A Igreja ornada por seus familiares, amigos e membros da Família Salesiana, testemunharam este momento único de sua vida. O Arcebispo Dom Paulo Jackson, durante sua homilia, enfatizou a importância do papel do padre na condução da comunidade, encorajando Pe. Deyvison a seguir os princípios de amor, compaixão e serviço incondicional. Dom Paulo aproveitou para acolher Pe. Deyvison no clero de sua Arquidiocese, compondo em 2024 a comunidade de Caetés/Abreu e Lima-PE. Pe. Deyvison de Santana expressou sua gratidão e humildade diante do compromisso assumido, destacando a importância de todos aqueles que acompanhou até este momento. A cerimônia foi acompanhada por momentos de oração, cânticos e reflexões. Ao final da ordenação, os presentes participaram de uma confraternização, compartilhando a alegria e a emoção deste dia memorável. A Paróquia Nossa Senhora do Ó se enche de orgulho ao ver um de seus filhos alcançar este marco significativo em sua vida, e a expectativa é de que o padre recém-ordenado continue a servir como um exemplo inspirador para toda a comunidade. Que sua jornada seja repleta de realizações e que o amor e a dedicação ao serviço pastoral continuem a guiar seus passos. Por S. Ronyelli Andrade Imagens: Paróquia Nossa Senhora do Ó e Paulo Nunes A Ordenação foi transmitida no Canal do YouTube da Inspetoria Salesiana São Luiz Gonzaga. Confira: [embed]https://www.youtube.com/watch?v=Nkq4-Fxw7mk&t=8371s[/embed] + CLIQUE AQUI E CONFIRA AS GALERIAS DE FOTOS [gallery ids="266196,266199,266214,266245,266247,266249,266251,266253,266255,266257,266258,266260,266262,266264,266268,267429,266558,266601,266577,266579,266629,266639,266648,266654"]
VER MAIS

NOTÍCIAS

JABOATÃO DOS GUARARAPES (PE) | União e preparação: Colégio Salesiano finaliza sua semana pedagógica

Durante a semana de 22 a 26 de janeiro, educadores do Colégio Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora, em Jaboatão dos Guararapes, se reuniram para vivenciar um momento crucial para a troca de experiências e aprendizado entre profissionais da educação na sua jornada pedagógica. No dia 22 de janeiro, a equipe participou da formação no Colégio Salesiano […]
VER MAIS

SALVADOR (BA) | Formação Pastoral nos Colégios Salesianos para o Ano de 2024

Nos dias 25 e 26 de janeiro, aconteceu a 1ª formação do ano de 2024 nos Colégios Salesianos de Salvador, com a equipe de pastoral local, trazendo como objetivo um maior aprofundamento sobre questões pertinentes ao itinerário catequético desenvolvido em nossas unidades. O primeiro dia foi conduzido pelo Pe. Ildelfonso Mesquita, SDB, coordenador de Pastoral, […]
VER MAIS

JUAZEIRO DO NORTE | Obra Salesiana ajusta detalhes para Dedicação da Igreja Senhor Bom Jesus do Horto

No próximo dia 03 de fevereiro, às 18h, o sonho do Servo de Deus, Padre Cícero Romão Batista, será dedicado. É a Igreja Senhor Bom Jesus do Horto, em Juazeiro do Norte/CE, uma das frentes de missão da Obra Salesiana na cidade. A dedicação acontece dentro da programação da visita do Cardeal e Reitor-Mor Salesiano, […]
VER MAIS

TEMAS

INSTAGRAM

YOUTUBE