ARACAJU (SE) | Aluno-atleta do Salesiano Aracaju conquista Prêmio Sergipe no Pódio – Melhores do Ano 2023

ARACAJU (SE) | Aluno-atleta do Salesiano Aracaju conquista Prêmio Sergipe no Pódio – Melhores do Ano 2023

ESCOLA E CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL 15 de fevereiro de 2024 Por paulo
João Paulo Amaral recebeu o prêmio de melhor atleta escolar/universitário  O aluno-atleta do karatê, João Paulo Amaral Colégio Salesiano Aracaju conquistou o Prêmio Sergipe no Pódio - Melhores do Ano 2023. Ele recebeu o prêmio de melhor atleta escolar/universitário. Esta foi a primeira edição do Prêmio realizada pela Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Seel), com o objetivo de reconhecer e exaltar o trabalho dos atletas, paratletas e técnicos sergipanos. A premiação reconheceu a dedicação de cada um, considerando as competições que participaram e os resultados alcançados ao longo do ano de 2023. Os atletas escolares e universitários, paratletas e técnicos foram premiados em 8 categorias. "Estou profundamente honrado e emocionado por receber este prêmio. Quero expressar minha sincera gratidão ao comitê de premiação, por reconhecer meu trabalho e esforço. Este prêmio não é apenas uma conquista pessoal, mas também um testemunho do apoio e encorajamento que recebi de meus colegas, mentores, família, escola e Estado. Agradeço a todos que contribuíram para o meu sucesso e me ajudaram a chegar onde estou hoje", comemorou o aluno da 2ª série João Paulo Amaral. O professor de educação física e sensei de João Paulo, Leonardo Vieira, fala sobre a importância da motivação para que o atleta conquiste bons resultados. "Além de passar os treinos técnicos e estratégicos, no dia a dia, eu também tenho o papel de motivar e mostrar o melhor caminho para que ele consiga conquistar seus objetivos", afirmou o sensei. O Prêmio Sergipe no Pódio - Melhores do Ano 2023 reuniu autoridades, presidentes das federações esportivas beneficiadas pelo programa Sergipe no Pódio em 2023, os atletas, paratletas e técnicos. Todos comemoram as conquistas e reconheceram a importância do aporte financeiro do estado para o desenvolvimento das modalidades esportivas. Por Jamili Vasco
VER MAIS

ARACAJU (SE) | Salesiano Aracaju festeja o carnaval com alegria e recorda o “Sonho dos 9 anos de Dom Bosco”

ARACAJU (SE) | Salesiano Aracaju festeja o carnaval com alegria e recorda o “Sonho dos 9 anos de Dom Bosco”

ESCOLA E CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL 15 de fevereiro de 2024
Na manhã desta sexta-feira, o Colégio Salesiano Aracaju realizou a tradicional festa carnavalesca Salé Folia com o tema "No ritmo que nos faz sonhar". As famílias assistiram o desfile de carnaval da Educação Infantil, que contou a história de Dom Bosco e recordou o "Sonho dos 9 anos". Já o Ensino Fundamental Anos Iniciais representou as temáticas da Campanha da Fraternidade 2024 (fraternidade e amizade social) e da preservação ao meio ambiente. O Salé Folia foi uma festa com crianças, adolescentes e jovens cheios de alegria e do carisma Salesiano. Além disso, discutiu temáticas importantes para toda a sociedade. "O evento foi maravilhoso e a organização está de parabéns. As crianças estavam bem à vontade, curtindo o carnaval com muita alegria e paz", afirmou a senhora Edivânia Santos, mãe da aluna Eloah Santos. [gallery columns="1" size="large" ids="386325"] A mãe dos estudantes Gabriella e Jorge, dona Giselia Chaves,  parabenizou o Salesiano Aracaju por mais uma edição do Salé Folia. "O evento foi muito bom, principalmente, porque pais e filhos curtiram juntos esse momento de alegria. Parabéns ao Salesiano pela organização e realização do carnaval", enfatizou. Ao som da Banda Bonde do Frevo, os desfiles dos alunos contagiaram os familiares na arquibancada. O evento continuou com o bloquinho dos alunos do Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio no pátio de Dom Bosco. "Eu estou muito feliz em aproveitar com meus amigos esse carnaval maravilhoso. O sentimento que tenho é de gratidão por tudo que vivi nesses cinco anos de Casa Salesiana", agradeceu Alana Calina, aluna da 3ª série B. [gallery columns="1" size="large" ids="386332,386330,386329,386344"]  
VER MAIS

PARNAMIRIM | Colégio Salesiano Dom Bosco comemora 15 anos com palestra de padre Fábio de Melo

PARNAMIRIM | Colégio Salesiano Dom Bosco comemora 15 anos com palestra de padre Fábio de Melo

ESCOLA E CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL 7 de fevereiro de 2024
Colaboradores, alunos e ex-alunos da escola foram homenageados durante o evento. Uma história permeada pelo legado visionário de Dom Bosco, o idealizador da Rede Salesiana no mundo, com o objetivo de formar bons cristãos e honestos cidadãos. Assim, pode ser definida a trajetória do Colégio Salesiano Dom Bosco, em Parnamirim, que celebra 15 anos em 2024. E para iniciar as comemorações, a instituição realizou nesta segunda-feira (5) um evento que teve como ápice a palestra do padre Fábio de Melo, no Teatro Riachuelo, em Natal. Alunos, pais e colaboradores da instituição puderam participar do evento, também aberto ao público externo. A programação comemorativa iniciou com a acolhida aos presentes feita pela banda da escola. Em seguida, houve o tradicional ‘momento oracional’ da Rede Salesiana e, logo após, os participantes puderam assistir ao lançamento do vídeo sobre a história dos 15 anos do Colégio Salesiano Dom Bosco. As boas-vindas à comunidade escolar foram dadas pelo diretor-geral dos Colégios Salesianos no Rio Grande do Norte, padre Ilmário Pinheiro, que agradeceu a presença de todos e a confiança depositada na escola ao longo desses anos. Logo em seguida, o padre José Mauro, idealizador e diretor do Salesiano Dom Bosco na época da fundação, falou sobre a concepção da escola. Para lembrar a educação idealizada por Dom Bosco, inspirada no teatro, brincadeira e nas mais diversas manifestações de arte, a instituição apresentou o musical “Dom Sonhador”, estrelado por alunos e colaboradores. Durante o evento, foram homenageados 18 colaboradores que estão na escola desde a fundação, em 2009, além de três ex-alunos que representaram os primeiros estudantes matriculados no colégio e a aluna Manuela Revorêndo, que completou 15 anos exatamente na noite do evento e recebeu os parabéns junto com os 15 anos do Salesiano Dom Bosco, com direito a bolo no palco do teatro. O público cantou e se emocionou com o momento mais esperado da noite, a palestra “Fé, Amor e Devoção”, ministrada pelo padre Fábio de Melo. Com suas reflexões que inspiram a comunidade escolar e religiosa, padre Fábio chamou atenção para o uso desenfreado das novas tecnologias por crianças e jovens. “O mundo está cada vez mais tecnológico, é tão difícil o que estamos vivendo que não sabemos o que está por vir”, alertou. A plateia ouviu atentamente as observações de padre Fábio em relação à educação. “Confiar um filho a uma rede de ensino é um dos maiores riscos que podemos ter hoje em dia. E sei que o maior desafio hoje do Salesiano é devolver os filhos melhor do que quando chegaram”, disse. Padre Fábio destacou que o “ofício do conhecimento exige uma postura que hoje em dia não estamos encontrando, como foco e concentração. Nós somos a única espécie capaz de se debruçar sobre uma questão e encontrar soluções ou propor mudanças, mas não estamos alertas para os perigos do que estamos escolhendo viver, como ansiedade, depressão e comportamento repetitivo”. Para encerrar a palestra, padre Fábio de Melo disse que a educação é uma das decisões que os pais não podem fazer sozinhos em relação aos filhos. “Você vai ter que analisar onde seu filho vai receber influência porque tudo que é humano precisa ser educado, se não o processo do vir-a-ser não acontece”, concluiu enfatizando a importância da leitura para a construção acadêmica de crianças e adolescentes. A noite comemorativa foi encerrada com o padre Fábio de Melo cantando a música Tudo é do Pai, acompanhado pela banda da escola e público que se emocionou com a surpresa. Por Cileide Siqueira [gallery columns="1" size="large" ids="378018,378019,378023,378039"]
VER MAIS

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2024 | Fraternidade e Amizade Social

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2024 | Fraternidade e Amizade Social

7 de fevereiro de 2024
Dom Antonio de Assis Ribeiro Bispo Auxiliar de Belém (PA)    O tema da Campanha da Fraternidade deste ano é “Fraternidade e Amizade social” e tem como lema “Vós sois todos irmãos e irmãs” (Mt 23,8). O seu objetivo geral é contribuir para nos despertar sobre o valor e a beleza da Fraternidade humana, promovendo e fortalecendo a experiência da Amizade Social. Esse objetivo nos desafia a superar a cultura da indiferença para com os outros, que nos torna como que portadores do mal da cegueira, da insensibilidade nos proporcionando uma atitude de descaso diante das necessidades alheias.   O tema da Amizade social nos convida a refletir sobre as causas dos conflitos, a hostilidade na relações humanas e a agressividade interpessoal. Onde não há a experiência da amizade, pode haver não somente a indiferença, mas também a violência. São dois graves males.   O tema da CF 2024 nos convida a promover abertos vínculos de amizade, capazes de estimular a comunhão, a reconciliação entre as pessoas e o espírito fraterno favorecendo a promoção do bem comum. Dessa forma a amizade autêntica não é um bem privado e fechado entre duas pessoas ou mais, mais tem uma responsabilidade social. A experiência da amizade aberta estimula a construção de pontes entre pessoas e grupos. É dessa forma que fomentamos o desafio do diálogo que promove a cultura do encontro.    Palavras chaves da CF 2024  O texto base da CF deste ano nos apresenta uma lista de palavras chaves que nos ajuda didaticamente a melhor compreender os horizontes, o conteúdo e a sensibilidade do tema Amizade Social. Falamos muito de amizade genericamente, mas associada ao adjetivo “social” não é comum. Portanto, o tema da CF deste ano nos estimula a pensar a necessidade da abertura da experiência da amizade, que se opõe à experiência daquela fechada, intimista, defensiva, com barreira, indiferente à sua dimensão social.   O tema da CF 2024 nos fala de acolhida, compaixão, comunidade, diálogo, convivência, empatia… A autêntica experiência de Amizade tem a sua fonte no Amor e este, por sua natureza, é sempre aberto, sensível, compassivo, empático, benfazejo. A fonte da amizade  não é egoísta, mesquinha, fechada, seletiva.  O tema da CF 2024 nos convida a pensar e nos treinar na importância da proximidade, da acolhida incondicional, do intercâmbio de dons, pois todos somos portadores de riquezas. Isso só é possível se a experiência da amizade for aberta. Quando dois amigos ou um grupo se fecha na amizade, se empobrece e, dessa forma, não contribui para o bem comum porque esqueceu da sua dimensão social. A família é o primeiro grupo natural de experiência de amizade chamada a abrir-se às necessidades dos outros. Por isso, em geral, aprendemos a ser solidário no seio familiar, pois a sociedade é uma rede de famílias.  O tema da CF 2024 nos desafia a estimular o desenvolvimento integral que é consequência da consciência ativa da corresponsabilidade para com a promoção da paz e da justiça. O desenvolvimento integral implica também o esforço em vista da dilatação do coração, ou seja, da dimensão socioafetiva. Quem não desenvolveu sua dimensão socioafetiva, lamentavelmente, terá sempre dificuldade de relacionamento com os outros e de abertura sem fronteira, sendo capaz de pensar na “família humana”, na “fraternidade universal”, na “civilização do amor e da paz”.   Fenômenos a serem rejeitados   A partir da contemplação do vasto horizonte positivo do tema da CF 2024, podemos imaginar, por outro lado também, um universo de males a serem rejeitados e combatidos porque promovem o adoecimento da sociedade. Um dos primeiros males é a cegueira; esse mal nos proporciona a indiferença às realidades que estão a nossa frente e ao nosso lado. Segundo o sociólogo Zigmunt Baumam, em sua obra a Cegueira moral, “a negligência moral está crescendo em alcance e intensidade, a demanda por analgésicos aumenta cada vez mais, e o consumo de tranquilizantes morais se transforma em vício. Por conseguinte, uma insensibilidade moral induzida e manipulada se torna uma compulsão ou uma “segunda natureza”: uma condição permanente e quase universal – e as dores são despidas de seu papel salutar de prevenir, alertar e mobilizar. Com as dores morais aliviadas antes de se tornarem verdadeiramente perturbadoras e preocupantes, a teia de vínculos humanos tecida com os fios da moral torna-se cada vez mais débil e frágil, vindo a descosturar-se.” (BAUMAN, Zigmunt… Cegueira moral, 2014, p. 181). Uma sociedade que padece do mal do “anestesiamento socioafetivo” jaz na insensibilidade; isso significa a ausência da semente da necessidade dos outros.   No mundo da “cegueira moral” a experiência das amizades é fechada, intimista, isolada, segura (defensiva), internamente prazerosa, mas insensível à dor dos outros. Essa experiência de amizade é intolerante a qualquer forma de incômodo. A abertura à experiência do incômodo é uma natural consequência da sociabilidade.   Um grupo que vive a experiência da amizade sem a dimensão social e senso de bem comum, facilmente cai em atitudes extremistas rejeitando todos aqueles que não tem afinidade com seus interesses. Dessa forma estimulam a rejeição, o preconceito, a segregação, a injúria étnica, cultural e ou religiosa, promovendo a inimizade e os conflitos.  Assim nascem as guerras entre povos, alicerçadas na intolerância religiosa, no nacionalismo que alimenta a xenofobia.     A origem do tema “amizade social”  O tema da Campanha da Fraternidade de 2024 é inspirado na Carta Encíclica Fratelli Tutti: sobre a fraternidade e a amizade social – do Papa Francisco – publicada no ano 2020. Num mundo marcado por múltiplas formas de violências, grupos fechados e tendências extremistas (ideológicas, políticas, religiosas), somos chamados a promover a experiência da Amizade aberta que ultrapassa barreiras e promove o diálogo, a solidariedade, a comunhão, a compaixão, a justiça, a paz e a harmonia entre as pessoas.   Nessa encíclica (Fratelli Tutti= todos irmãos) o Papa lança para a humanidade um sonho: “entrego esta encíclica social como humilde contribuição para a reflexão, a fim de que, perante as várias formas atuais de eliminar ou ignorar os outros, sejamos capazes de reagir com um novo sonho de fraternidade e amizade social que não se limite a palavras” (FT,6). François Lyotard (1924-1998), sociólogo francês, nos anos 70 em sua obra “O pós-moderno” já alertava o mundo sobre surgimento de uma nova sensibilidade marcada pelo fenômeno do desaparecimento dos grandes sonhos batizando essa nova era de pós-modernidade (cf. LYOTARD, 1998. p. 26). Ele se referia às grandes correntes filosóficas (iluminismo, positivismo, comunismo etc). No campo das relações humanas a sensibilidade pós-moderna faz pouco caso com o conteúdo e a dinâmicas das relações interpessoais.  O que mais se deseja não é a promoção de senhos mais é o «haurir satisfação» (cf. BAUMAN, Ética pós-moderna…,115-127). O intimismo interpessoal leva as pessoas a se fecharem no mundo do prazer e a não pensar em outras dimensões. É a “amizade” que gera escravidão.   O Papa Francisco, persiste em seu sonho dizendo: “Desejo ardentemente que, neste tempo que nos cabe viver, reconhecendo a dignidade de cada pessoa humana, possamos fazer renascer, entre todos, um anseio mundial de fraternidade… Ninguém pode enfrentar a vida isoladamente; precisamos duma comunidade que nos apoie, que nos auxilie e dentro da qual nos ajudemos mutuamente a olhar em frente. Como é importante sonhar juntos! Sozinho, corres o risco de ter miragens, vendo aquilo que não existe; é juntos que se constroem os sonhos. Sonhemos como uma única humanidade, como caminhantes da mesma carne humana, como filhos desta mesma terra que nos alberga a todos, cada qual com a riqueza da sua fé ou das suas convicções, cada qual com a própria voz, mas todos irmãos” (FT,8).  PARA REFLEXÃO PESSOAL:  O que o tema “amizade social” me provoca?  Por que a experiência da “amizade social” exige desenvolvimento humano?  Qual é o grande sonho do Papa Francisco presente no número 8 da Fratelli Tutti e porque é tão importante?    Clique aqui e conheça a oração da CF 2024 Fonte: CNBB
VER MAIS

DOM BOSCO ENTRE NÓS | Reitor-Mor preside Profissões Perpétuas de três jovens salesianos

DOM BOSCO ENTRE NÓS | Reitor-Mor preside Profissões Perpétuas de três jovens salesianos

6 de fevereiro de 2024
É festa para a Inspetoria São Luiz Gonzaga! Viva as Vocações! No último domingo, 04 de fevereiro, na Igreja do Senhor Bom Jesus do Horto (Juazeiro do Norte-CE), na Obra Salesiana Horto do Padre Cícero, o Reitor-Mor Cardeal Ángel Fernández Artime presidiu a Profissão Perpétua de três jovens salesianos: Gabriel Ferreira da Silva, Pedro Francisco Xavier Neto e Wellington Martins da Silva. O Rito da Profissão Perpétua foi realizado após o evangelho, em que os jovens salesianos foram interrogados quanto às suas disposições para consagrarem-se a Deus definitivamente como Salesianos de Dom Bosco. Foi invocada, através da Oração Litânica, a presença e assistência de todos os santos e santas de Deus. Ato seguinte, o Reitor-Mor os entregou uma vela, representando a luz de Cristo, como receberam no dia do batismo. Em seguida, emitiram publicamente a Profissão Perpétua dizendo a fórmula prevista nas Constituições Salesianas e assinaram a ata da profissão no altar. Pe. Ángel pronunciou a oração de Consagração, que foi acompanhada em silêncio por toda a assembleia. Os neo-professos foram cumprimentados pelo Reitor-Mor em sinal de acolhida e, em seguida, os demais Salesianos Perpétuos também o fizeram. Por fim, eles receberam o símbolo da Profissão Perpétua, a cruz do Bom Pastor. Ao final da Santa Missa e Profissão Perpétua dos Votos, Wellington Martins afirmou que agora “Somos Salesianos de Dom Bosco para sempre. Isso não quer dizer que a caminhada terminou, muito pelo contrário, agora nosso sim diário tem uma motivação, ainda maior, diante aquilo que prometemos aqui, perante a Igreja e o povo de Deus aqui reunido”, declarou o Salesiano de Dom Bosco. Por Serviço Inspetorial de Comunicação Social e Thaís Cândido   [gallery columns="2" size="large" ids="376163,376164,376165,376166,376167,376168,376169,376170,376171"]  
VER MAIS

FORMAÇÃO | Profissões Perpétuas: A mensagem de agradecimento dos jovens salesianos

FORMAÇÃO | Profissões Perpétuas: A mensagem de agradecimento dos jovens salesianos

6 de fevereiro de 2024
Presidida pelo Reitor-Mor Cardeal Ángel Fernández Artime, na noite deste último domingo, 04 de fevereiro, na Igreja do Senhor Bom Jesus do Horto (Juazeiro do Norte-CE), aconteceu a Profissão Perpétua de três jovens salesianos: Gabriel Ferreira da Silva, Pedro Francisco Xavier Neto e Wellington Martins da Silva. Para esses jovens, este momento marca não apenas o fim de uma jornada de formação e discernimento, mas o início de um compromisso eterno com a fé e o serviço a Deus e aos irmãos. Professar votos perpétuos como Salesianos de Dom Bosco é abraçar uma vida de santificação contínua, inspirada pelo exemplo do Pai Fundador e fortalecida pela graça divina. Neste texto de agradecimento e compromisso, os jovens expressam sua gratidão à Congregação Salesiana, à comunidade, aos familiares e amigos. Envolvidos pela emoção do momento, eles reconhecem que esta Profissão Perpétua é apenas o começo de uma jornada de fidelidade e serviço, confiando na intercessão de Nossa Senhora e na orientação constante de Deus. Agradecimento  Hoje, para nós, é um dia de muita alegria e gratidão a Deus, após termos percorrido vários anos de acompanhamento, formação e discernimento. Professamos como religiosos de votos perpétuos! Somos Salesianos de Dom Bosco para SEMPRE! Isso não quer dizer que a caminhada terminou. Muito pelo contrário! Agora, nosso sim diário tem uma motivação ainda maior, diante daquilo que prometemos aqui perante a Igreja, o povo de Deus reunido. A profissão perpétua, à qual somos chamados a renovar a cada dia, é para nós fonte de santificação, percorrendo o caminho evangélico das Constituições. A profissão religiosa é um sinal do encontro de amor entre o Senhor que nos chama e a nossa resposta e compromisso de nos doarmos inteiramente a Ele e aos irmãos. A iniciativa é de Deus, por isso contamos constantemente com o auxílio da sua graça. Aos olhos do mundo, fazer profissão perpétua pode parecer uma loucura, e perseverar seria uma coisa praticamente impossível. Mas sabemos "em quem colocamos nossa confiança" (2 Tm 1,12). Por isso, caminharemos com serenidade e segurança, apoiando-nos confiantemente na intercessão do nosso Pai fundador, Dom Bosco, que inclusive tentaram interná-lo em um hospício por acharem que ele não estava bem de suas faculdades mentais. Mas ele tinha uma "santa loucura", inspirada pelo Espírito, para que fosse capaz de salvar tantas almas, principalmente dos jovens mais pobres. Os artigos 24 e 25 recordam um auxílio importante para a nossa fidelidade: a ajuda dos irmãos que o Senhor nos deu: "[...] e os meus irmãos salesianos me assistam todos os dias e me ajudem a ser fiel". Caros irmãos salesianos, de fato, vocês são para nós estímulo e ajuda no caminho da santificação. Obrigado pela vida doada e testemunho de cada um de vocês. A nossa fidelidade a Deus é concretamente fidelidade, também, aos nossos destinatários, porque Deus nos consagrou para enviar-nos a servir os jovens, onde Ele quiser! Que tenhamos sempre essa disponibilidade de comprometermo-nos a dar todas as nossas forças àqueles a quem o Senhor nos enviar. Fala-se que os Salesianos de Dom Bosco são herdeiros do Servo de Deus Padre Cícero Romão. De fato, nós o somos. Somos herdeiros de uma espiritualidade que só se sente aqui em Juazeiro. Gratidão ao Padim por ter aberto as portas desta cidade para que a Missão salesiana aqui se realizasse. Que graça de Deus poder professar aqui neste lugar tão santo, tão salesiano, com um povo tão bom, tão devoto, tão acolhedor! Nossa gratidão ao Bom Deus pela nossa vocação! Somos Salesianos de Dom Bosco para sempre! Somos homens felizes! Gratidão à Congregação Salesiana por confirmar e acolher esse chamado, aqui neste solo nordestino. Obrigado, Padre Ángel, por acolher em nome da Igreja e da Sociedade Salesiana a nossa Profissão Perpétua e por ser aqui em nosso meio essa presença afetiva do próprio Dom Bosco! Esse dia ficará marcado para sempre em nossas vidas! Ao nosso Inspetor, à comunidade Salesiana local, aos nossos formadores, aos demais salesianos da nossa Inspetoria e de outras que aqui estão, aos nossos irmãos formandos, aos nossos familiares e amigos vindos de perto ou de longe, Gratidão! Rezem por nós para que todos os dias sejamos fiéis, conforme professamos solenemente hoje. Mãe Dores, que sempre auxiliais os teus filhos e filhas pelas estradas da vida, sê nossa guia hoje e sempre. Amém. Juazeiro do Norte, 04 de fevereiro de 2024  
VER MAIS

NOTÍCIAS

ARACAJU (SE) | Colégio Salesiano Aracaju realiza a imposição das cinzas

Todos os membros da comunidade educativa salesiana receberam as cinzas na fronte que recorda a finitude da vida na terra, “do pó viemos e ao pó voltaremos” Na manhã desta quinta-feira,15 de fevereiro, o Colégio Salesiano Aracaju, SE, realizou a imposição de cinzas.  A solenidade para os alunos do Ensino Fundamental (Anos Iniciais e Finais) […]
VER MAIS

SALVADOR (BA) | Salé Folia anima a Acolhida dos Salesianos Bahia

Os estudantes curtiram o dia ao som do mini trio com muita dança e chuva de confetes A chegada dos estudantes nos Colégios dos Salesianos Bahia, foi marcada por uma calorosa acolhida das equipes de Pastoral, dando início a mais um ano letivo repleto de celebração e expectativa. A vibração dos corredores ganhou vida com […]
VER MAIS

Recife-Bongi (PE) | A Imposição das Cinzas marca um período de reflexão e preparação espiritual para os jovens da Escola Dom Bosco

Após os dias de Carnaval, fiéis ao redor do mundo participam de um momento profundo e simbólico conhecido como a “Imposição das Cinzas”. Esta cerimônia marca o início da Quaresma, um período de reflexão, penitência e preparação espiritual para a Páscoa, que tem profunda importância na fé cristã, onde é recebido uma marca na testa, […]
VER MAIS

TEMAS

INSTAGRAM

YOUTUBE