FORMAÇÃO | APRESENTAÇÃO DOS NOVOS PRÉ-NOVIÇOS À COMUNIDADE DO HORTO DO PADRE CÍCERO

FORMAÇÃO | APRESENTAÇÃO DOS NOVOS PRÉ-NOVIÇOS À COMUNIDADE DO HORTO DO PADRE CÍCERO

1 de agosto de 2018
Tarde de domingo, clima agraciado por uma brisa leve anunciando o crepúsculo vespertino. Parei para apreciar e ouvir a sinfonia e a beleza dos pássaros que povoam o nosso recinto educativo, o Colégio Dom Bosco da Paralela. Moramos aqui neste recanto de paz, do bairro São Marcos – Salvador/BA. Estamos colados a uma minúscula reserva da Mata Atlântica, que faz parte do terreno do colégio, onde ainda existe a presença de algumas árvores nativas e raras: Canela de Velho (Miconia ibicans), Palmeira Licuri (Syagnus coronata), Tucumâ (Astrocaryum vulgare), Aroeira (Schinus terebinthifolusri), Biribá (Escweilera ovara), Tracoá (Heliconia psittacorum),Embaúba (Cecropia pachystachya), Agoniada (Plumeria lancifolia), bastante Banbusal, etc. Aqui também é morada de alguns pássaros que fazem os seus ninhos, reproduzem e vivem nas verdes ramagens cortadas pela “Trilha Ecológica Dom Bosco”. Lá embaixo, no sopé do despenhadeiro, existe um pequeno regato, morada de sapos e rãs, antes do muro divisório da rua. Durante as férias escolares de julho, quando os mais de 2.300 alunos deixaram os pátios do colégio, aqui parecia uma ilha de silêncio envolta no manto da saudade. Aquela “sinfonia barulhenta” da criançada, tão apreciada por Dom Bosco, e por nós também, entra em recesso. Entre os pássaros: o bem-te-vi, o sabiá-de-praia, o sabiá-laranjeira, o assanhaçu, o patativa, o capitão-do-mato, o três-potes, a juriti, o pica-pau cinza, o papa-capim, o quero-quero, bandos de gangarras (que frequentam nossas mangueiras), etc. Todos desafiando os galhos da pequena mata verde, na luta pela sobrevivência. Aqueles mais canoros, por sua vez, como que estranhando o silêncio vizinho do colégio, deixam seu habitat e vêm ver de perto o que está acontecendo. Voam, pousam nas raras árvores dos pátios, soltam seus gorjeios e se divertem... Isto sem falar da presença dos simples pombos, os irrequietos pardais, a rolinha-caldo-de-feijão, as lavandeiras, que pouco ou nada cantam, mas gostam do silêncio ambiental, das flores e gramados, do verde das nossas árvores. Até mesmo o gavião, essa detestável ave de rapina, discreta e traiçoeira que gosta de ficar o tempo todo dentro da mata, de vez em quando faz seus voos sorrateiros, soltando pios aterrorizadores, sobre as copas das árvores, à procura de presas, na mais natural das leis, que é a sobrevivência. Se meus olhos não me enganam, já vi também a Ararajuba, sobrevoando nossos pátios. Ave rara da mata amazônica, com sua plumagem amarela e as pontas das asas azuis, e que muito bem se adapta ao clima da Mata Atlântica. Não se deve ter sido ilusão... Pois, há poucos dias, os jornais davam notícias da captura de uma Ararajuba que se encontrava na copa de uma árvore, no vizinho conjunto Alphaville, na Av.Paralela, quase em frente ao nosso colégio. Foi embevecido, no meio desta realidade singular, que na manhã do dia seguinte rezei com mais fervor e admiração os versículos do Cântico de Daniel 3, 57-88: “Obras do Senhor, bendizei o Senhor... Plantas da terra, bendizei o Senhor... Passáros do céu, bendizei o Senhor...” Por Pe.Valdemar Pereira dos Santos, sdb
VER MAIS

JUBILANDOS 2018

JUBILANDOS 2018

24 de julho de 2018
Alegra-se a comunidade inspetorial com os irmãos que alcançam marcas cronológicas jubilares em seu caminho de consagrados ou ordenados para o ministério presbiteral. Nesta oportunidade, unimo-nos a eles para cantar o louvor ao Deus fiel que os chamou e os sustenta na vocação consagrada salesiana. PE. AGUINALDO LIMA VIANA - 70 anos de profissão Religiosa. Foi aspirante no Recife e noviço em Jaboatão, em 1947. Seu mestre, Pe. Ângelo Vicentin. Primeira profissão em 31/01/1948. Em seu pedido para os primeiros votos, está escrito, em grafia clara e português castiço: “... a firme resolução de pertencer à gloriosa Família Salesiana, onde desejo viver todos os dias de minha vida, sob o manto de Maria Auxiliadora e a proteção de Dom Bosco, depois de invocar os lumes celestes...”. PE. ALFREDO BOLDORI – 40 anos de vida sacerdotal Chegou jovenzinho na Inspetoria de Recife, em 1975, com 25 anos, proveniente da Inspetoria de Milão, na Itália e logo começou a teologia na Lapa. Dom Edvaldo o ordenou diácono, em Aracaju, em 1978. Sua ordenação presbiteral foi celebrada em Casanova, Itália, em 07/12/1978. O bispo ordenante foi Dom Carlos Manzana. PE. DIEGO VANZETTA – 40 anos de vida sacerdotal Foi aspirante em Trento, na Itália. Seu noviciado foi em Albarè di Costermano, tendo professado em 16/08/1965. Sua ordenação presbiteral se deu em Trento, em 28/05/1978, sendo ordenante o bispo Dom Fohrer. Em 1986, chegou à Inspetoria do Recife, integrando-se à comunidade de Matriz de Camaragibe. Findo seu inspetorado, o Reitor o nomeou diretor de uma das comunidades internacionais de estudantes na Visitadoria da UPS. PE. FRANCISCO DEMONTIER DE ARAÚJO – 25 anos de sua primeira profissão Seu pré-noviciado foi em 1991, no Bongi. Noviciado em 1992, em Barbacena, sendo Mestre o Pe. Jacy Cogo. No seu pedido para a primeira profissão, lê-se: “... estou seguro que Deus me chama a segui-lo dentro do carisma salesiano”. Nas observações dos formadores, ao cabo do noviciado, está lavrada esta percepção: “tem grande amor à Igreja e à Congregação”. PE. GILVAN GALDINO TAVARES – 25 anos de profissão religiosa Fez o pré-noviciado, no Bongi, em 1991. O noviciado, em Barbacena, sendo mestre o Pe. Jacy Cogo. Foi lá a sua primeira profissão, em 31/01/1993. No seu pedido para os primeiros votos, se lê: “... me sentindo chamado a fazer parte do seu projeto de salvação, servindo aos jovens especialmente aos mais empobrecidos, eu, consciente de minhas limitações, mas confiante em superá-las com a graça de Deus, .... “. PE. JOSÉ DANTAS SILVA – 70 anos de vida religiosa Fez o asirantado no Recife. Seu noviciado foi em Jaboatão, em 1947. A primeira profissão foi em 31/01/1948. Em seu pedido para ingressar no noviciado, escreveu com letra firme: “o meu sublime e santo ideal: Ser Salesiano”. PE. NIVALDO LUIZ PESSINATTI - 50 anos de profissão religiosa Foi aspirante em Lavrinhas, São Paulo. Fez o noviciado em Pindamonhangaba, em 1967, tendo professado em 31/01/1968. O inspetor que recebeu seus votos foi o Pe. Salvador De Bonis. Seu mestre de noviços, o Pe. Alfredo Bortolini. No pedido para a primeira profissão, escreveu: “Desejo seguir e corresponder a esse chamado (de Deus), e abraçar a vida religiosa para mais facilmente me santificar, me salvar e, se for da vontade de Deus, fazer bem a outras almas como sacerdote”. PE. PAULO ANDRADE – 70 anos de profissão religiosa Foi aspirante no Recife. Entrou no noviciado, em Jaboatão, em 1947. Sua primeira profissão foi em 31/01/1948. Seu Mestre, Pe. Ângelo Vicentin. “Estes meus sentimentos partem espontâneos de um coração que quer ser o que deseja”, escreveu no pedido para ser noviço. “Promete bene”, resumiu o inspetor Pe. Agenor sobre ele, em 1959, antes da profissão perpétua. PE. RAIMUNDO NONATO DOS SANTOS FEITOSA – 25 anos de vida sacerdotal Sua formação específica para o presbiterato foi na Lapa, de 1990-1993. A ordenação presbiteral, em Juazeiro do Norte, sua terra natal, em 11/12/1993, sendo ordenante o bispo diocesano do Crato, Dom Newton de Holanda Gurgel. Lema sacerdotal: “Eis-me aqui cheio de esperança para fazer a tua vontade “ (Hb 10,9). “Sinto que Deus me chama para o serviço à juventude: especialmente, a juventude mais periclitante, como educador-pastor desse rebanho que clama (voz do próprio Deus) na nossa história”, escreveu ele no seu pedido para a ordenação. Por Pe. João Carlos Ribeiro
VER MAIS

CAETÉS | Oratório de Férias

CAETÉS | Oratório de Férias

24 de julho de 2018
Entre os dias 20 e 22 de julho, cerca de setenta crianças participaram de diversas atividades esportivas e educativas oferecidas por jovens da Comunidade Nossa Senhora Auxiliadora, localizada em Caetés, na cidade de Abreu e Lima - Região Metropolitana do Recife. O evento contou com a participação de dezenas de crianças e animadores que, em três dias, vivenciaram, no salão comunitário, uma programação diversificada para todas as idades. No estilo de Dom Bosco de educar através da bola, de lápis de cor, pincéis e tintas coloridas, as crianças e adolescentes do bairro e adjacentes puderam aprender diversas atividades nas oficinas disponíveis, como: culinária, arte mirim, artesanato, gesso e futebol. Eduarda Camilly,11 anos, participou de duas oficinas e disse o que aprendeu e o que achou do evento: “O oratório de férias é muito bom, aprendemos coisas novas através das oficinas. Eu participei da oficina de culinária, aprendi a fazer cupcakes personalizados, e, na oficina de artesanato, aprendi a confeccionar os famosos porquinhos de garrafa pet para guardar moedas com o objetivo de fazer economias e reaproveitar materiais que seriam jogados no meio ambiente”. Telma Maria Diniz, coordenadora da Capela Nossa Senhora Auxiliadora, expressou a importância do Oratório para a comunidade. “O oratório de férias é muito importante para a comunidade, pois, a igreja recebe crianças de todo o bairro, que antes não tinham acesso a diversas atividades que oferecemos durante o ano. É a partir deste espaço educativo, que nossa Igreja entra em ação, no qual podemos contribuir na formação do bom cristão e do honesto cidadão”. No domingo (22), como forma de agradecimento a Deus, as crianças e adolescentes, junto com os animadores, participaram da Celebração da Palavra, na igreja dedicada à padroeira que inspirou Dom Bosco no trabalho juvenil, Nossa Senhora Auxiliadora. Assim, encerrou-se o Oratório de Férias de 2018. Por: Rhaldney Silva
VER MAIS

NOTÍCIAS

JUAZEIRO DO NORTE | II Semana Pedagógica Pastoral 2018

Os vídeos, com duração de 10 a 15 minutos, serão lançados ao longo do ano, com periodicidade bimestral. Com o intuito de ajudar a redescobrir a figura de São Francisco de Sales por ocasião do IV centenário de sua morte, foi lançado uma coleção de cinco vídeos sobre a história humano-espiritual do patrono da Família Salesiana. […]
VER MAIS

PASTORAL JUVENIL | Equipe Inspetorial realiza sua primeira reunião do ano

Neste dia 07 de fevereiro de 2022, a Equipe Inspetorial da Pastoral Juvenil realizou sua primeira reunião do ano, na Casa Inspetoria em Recife. A reunião foi presidida pelo Ir. Manoel Messias da Silva, novo Delegado para Pastoral Juvenil e que também assumirá a função de Coordenador da Comissão de Animação Missionária. Foram acolhidos ainda […]
VER MAIS

SALVADOR, Colégio Salesiano Dom Bosco | Mestrado chileno em educação para seus professores

Nos dias 27 a 31 de Janeiro, vivenciamos as Festividades do nosso Pai e Mestre, São João Bosco. Iniciamos com a Procissão da bandeira no dia 27, andando pelas ruas do bairro até a Igreja Dom Bosco, com celebração presidida pelo nosso Inspetor, Padre Francisco Inácio, sdb. Recebemos o nosso pai e mestre, Dom Bosco, […]
VER MAIS

TEMAS

INSTAGRAM

YOUTUBE